Conclusão do aeroporto de Luanda e do programa de refundação da TAAG constam do PND - Embaixada da República de Angola

Ir para o conteúdo

Menu principal

Conclusão do aeroporto de Luanda e do programa de refundação da TAAG constam do PND

Conclusão do aeroporto de Luanda e do programa de refundação da TAAG constam do PND

Luanda - O Plano Nacional de Desenvolvimento 2012/2017 tem como politica no sector de transportes aéreos assegurar a conclusão da construção do novo Aeroporto de Luanda e concluir o Programa de Refundação da Transportadora Aérea Angola (TAAG).
O novo aeroporto internacional está a ser erguido a 40 quilómetros da capital numa
área de 1.324 hectares e terá duas pistas duplas com capacidade de aterragem do maior avião comercial do mundo, o Airbus A380.
O Programa que contempla a reabilitação e construção de infra-estruturas do sector, prevê igualmente a refundação da Empresa Nacional de Exploração e Navegação Aérea (Enama).     
A Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA), instituição adstrita ao Ministério dos Transportes de Angola, tem vindo a levar a cabo, desde 2009, um programa de reabilitação de aeroportos em todo o território nacional, tendo beneficiado já de tais obras várias aerogares provinciais e zonas de movimento de aeronaves.
Criar condições efectivas de concorrência no sector e aumentar a capacidade de mobilidade nos transportes aéreos figuraram do Plano Nacional de Desenvolvimento já em execução.
No sector rodoviário o PND vai estabelecer e implementar um programa de reordenamento do sistema de transportes das províncias, dinamizar e incentivar a implantação de uma rede de oficinas rodoviárias.
Estender a rede de táxis a todo o país, estimulando os programas de apoio ao emprego e a mobilidade, consolidar do sistema de controlo de tráfego de passageiros e meios, criar um sistema de transporte de massas eficiente, rápido e isolado (metro de
superfície) em Luanda, adoptar medidas que conduzam à implementação do transporte intermodal, serão projectos implementados no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento.   




Fonte : ANGOP

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal