Ministro fala em passos mais concretos na cooperação com Polónia - Embaixada da República de Angola

Ir para o conteúdo

Menu principal

Ministro fala em passos mais concretos na cooperação com Polónia

Ministro fala em passos mais concretos na cooperação com Polónia.


Luanda – A cooperação entre as repúblicas de Angola e da Polónia no domínio da geologia e minas deverá dar, em breve, passos mais concretos em virtude do maior interesse de empresários polacos em investir no país, particularmente neste sector, admitiu hoje, em Luanda, o titular da pasta, Francisco Queirós.
O governante manifestou este sentimento no final de uma reunião com a sub-secretária de Estado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Beata Stelmach, acrescentando que a Polónia é, de facto, um dos parceiros com os quais o Executivo angolano conta para investir no sector mineiro.
O ministro salientou que a cooperação entre os dois países já deu os seus primeiros passos, reflectidos, entre outros projectos, num acordo já existe entre o instituto geológico e o Instituto de Geologia da Polónia. Por outro lado, disse estar esperançado que a visita da sub-secretária venha a motivar mais investimento da Polónia em Angola, especificamente no sector mineiro.
"Portanto, nós estamos convencidos que depois deste encontro nós podemos dar passos mais concretos. A senhora sub-secretária veio acompanhada de empresários de diversos domínios e que certamente vão manifestar o grande interesse que Angola tem para receber investimentos da Polónia", disse.
Segundo Francisco Queirós, há mais oportunidades de investimentos no país e essas oportunidades vão crescer muito depois de se conhecer os resultados do Plano Nacional de Geologia e Minas que se vai desenvolver dentro de pouco tempo no país.
Por sua vez, a sub-secretária de Estado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Beata Stelmach, sublinhou que este é o melhor momento para os dois países identificarem novas áreas para cooperar e que as competências de ambos os estados devem ser devidamente aproveitadas.
"Nós já nos conhecemos muito bem, sobretudo em matérias de formação de quadros, pesquisa e organização. Mas, neste momento, as atenções estão viradas para investimentos nos domínios da exploração, pesquisa e perfuração de minerais" – disse a governante polaca, afirmando que Angola possui excelentes condições apara o efeito.
De acordo com Beata Stelmach, Angola tornou-se num bom mercado, com uma economia dinâmica e que se desenvolve rapidamente, porquanto, há muitos empresários polacos dispostos em investir neste país, por via de parceria com empresas angolanas ou a título particular.
Sobre o sector da Agricultura, a sub-secretária de Estado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Polónia reuniu-se com o titular da pasta, Pedro Canga, com quem também abordou assuntos de interesse recíproco visando dinamizar a cooperação nesta área da economia nacional, sobretudo no domínio da aviação agrária.



Fonte : ANGOP

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal