Novas centralidades - Embaixada da República de Angola

Ir para o conteúdo

Menu principal

Novas centralidades

Defendida arborização de novas centralidades.


A arborização e criação de espaços verdes no planeamento urbano de novas centralidades foi defendida hoje (quarta-feira), em Luanda, pelo arquitecto Francelino Ferreira, como premissas para a garantia da sustentabilidade do local e bem-estar da população beneficiada.
De acordo com o arquitecto, estas acções resumem-se em políticas adequadas que satisfaçam as necessidades da população, contribuindo para o desenvolvimento humano e no crescimento do
país.
Para isso, é necessário que se implementem planos directores para melhor planeamento das cidades com a instalação de outras estruturas que assegurem a sustentabilidade das cidades tais como escolas, hospitais, creches e centros comerciais.
Francelino Ferreira advogou ainda a utilização de materiais de construção menos tóxicos e a obrigatoriedade de um estudo de impacto ambiental antes do arranque da obra.
Para o técnico, também é importante que os espaços onde existam edifícios degradados possam ser aproveitados para reparação ou construção de novo património para melhorar a imagem da cidade.


Fonte : ANGOP

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal