Jovens e construção do Pais - Embaixada da República de Angola

Ir para o conteúdo

Menu principal

Jovens e construção do Pais

Secretário de Estado realça importância dos jovens na construção do país.


O secretário de Estado da Juventude, Nhanga de Assunção, realçou hoje, segunda-feira, no município de Viana, em Luanda, a importância da juventude no desenvolvimento do país.
Na sua intervenção no acto de abertura da “Jornada Abril Jovem 2013”, Nhanga de Assunção disse que o país continua a contar com a força e o empenho da juventude angolana para vencer os desafios do presente e do futuro.
O presente, afirmou o secretário de Estado, continua a ser marcado pela manutenção da paz, continuando assim a trabalhar no processo de reconstrução nacional para que no futuro se possa, com orgulho, olhar para uma Angola cada vez mais desenvolvida e enquadrada nos lugares cimeiros no contexto das nações.
A data foi ressaltada pelo governante por se assinalar num momento bastante particular para a nação angolana e para a juventude, a julgar pelas transformações sociais e económicas que o país regista.
“A construção e reconstrução de infra-estruturas sociais, com realce para escolas, as centralidades habitacionais, centros de formação profissionais, hospitais, mediatecas, pavilhões desportivos, casa da juventude e outros equipamentos sociais, confirma o conjunto de esforços que o país vem consolidando em prol da promoção do seu desenvolvimento e das suas populações”, acrescentou o governante.
A Jornada Abril Jovem 2013 deverá constituir um momento e espaço comum dos entes públicos e seus parceiros sociais a reforçarem o diálogo social em torno das principais expectativas, anseios e problemas relativos a juventude angolana.
Referiu que o Executivo angolano, no âmbito das suas responsabilidades para com a juventude, continuará a desenvolver o diálogo institucional como forma de se aproximar cada vez mais das expectativas e anseios da população juvenil, continuará a apoiar e fortalecer as organizações juvenis de modo a torna-las agentes de mobilização efectiva, alinhadas aos superiores interesses do Estado.
Fortalecer o empreendedorismo para a promoção de auto-emprego de jovens e o seu fomento, através da distribuição dos kits e da formação profissional visando a sua integração socio-profissional e desta forma participar activamente nos esforços de combate à pobreza e consequentemente o desenvolvimento do país é ainda apontado como responsabilidades do executivo angolano para com a juventude.
Nhanga de Assunção sublinhou que vai se continuar a garantir ao maior número de jovens o acesso a habitação, ao ambiente sadio e estimular a sua participação no desporto e em actividades voluntárias, como a implementação do programa de construção de infra-estruturas de apoio ao desenvolvimento da juventude.






Fonte : ANGOP

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal